quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Livro “Todo dia a mesma noite” fala sobre a tragédia da boate KISS

Livro será lançado em janeiro

Foto: Divulgação
Livro "Todo dia a mesma noite", da jornalista Daniela Arbex será lançado no dia 19 de janeiro de 2018. Uma jornalista que admiro muito pelo seu trabalho e que promete com essa obra, ser bem polêmica, afinal, como ela mesmo diz, é uma história não contada.

O blog Tudo Junto e Misturado fez uma entrevista com a jornalista este ano sobre manter o bom jornalismo e claro, já fui bater um papo para ter mais informações sobre a sua mais nova obra.
Em janeiro vocês terão todos os detalhes na edição da Revista TJM, podem aguardar que vem revelações sobre os fatos e o incêndio da Boate Kiss.

Sobre o livro

Reportagem definitiva sobre a tragédia que abateu a cidade de Santa Maria em 2013 relembra e homenageia os 242 mortos no incêndio da Boate Kiss.
Daniela Arbex reafirma seu lugar como uma das jornalistas mais relevantes do país, veterana em reportagens de fôlego - premiada por duas vezes com o prêmio Jabuti - ao reconstituir de maneira sensível e inédita os eventos da madrugada de 27 de janeiro de 2013, quando a cidade de Santa Maria perdeu de uma só vez 242 vidas.

Foram necessárias centenas de horas dos depoimentos de sobreviventes, familiares das vítimas, equipes de resgate e profissionais da área da saúde - ouvidos pela primeira vez neste livro -, para sentir e entender a verdadeira dimensão de uma tragédia sobre a qual já se pensava saber quase tudo. A autora construiu um memorial contra o esquecimento dessa noite tenebrosa, que nos transporta até o momento em que as pessoas se amontoaram nos banheiros da Kiss em busca de ar, ao ginásio onde pais foram buscar seus filhos mortos, aos hospitais onde se tentava desesperadamente salvar as vidas que se esvaíam. Foi também em busca dos que continuam vivos, dos dias seguintes, das consequências de descuidos banalizados por empresários, políticos e cidadãos.

A leitura de Todo dia a mesma noite é uma dolorosa e necessária tomada de consciência, um despertar de empatia pelos jovens que tiveram seus futuros barbaramente arrancados. Enxergá-los vividamente no livro é um exercício que afasta qualquer apaziguamento que possamos sentir em relação ao crime, ainda impune.

Formato(s) de venda: livro, e-book
Páginas: 248
Gênero: Não Ficção
Formato: 13,5 x 21 x 1,7
ISBN: 978-85-510-0285-8
E-ISBN: 978-85-510-0286-5
Lançamento: 19/01/2018


Nenhum comentário:

Postar um comentário