sexta-feira, 6 de abril de 2012

MÍDIA E SENSACIONALISMO

Ao ligar a minha Tv me deparo com notícias sensacionalistas e sem muitas maneiras de estimular ao raciocínio, isso é horrível! Esse é o mundo informativo da maioria das emissoras e redações no Brasil e no mundo.
Surgiram alguns que diziam: já estamos saturados de notícias e informações ruins, onde usam de maneiras apelativas para desviar muitas vezes o telespectador de algo que pudesse ser de interesse público.
Isso é algo que pode ocorrer com todas as mídias, seja ela impressa, via web, rádio ou TV, não importa, quanto maior audiência, maior o lucro. Então o que dizer????
Mas começaram a surgir agências com boas notícias. Visto que nas mídias e principalmente na TV (aberta) não se encontram tais programas e reportagens com grandes destaques. Será um passo para termos um equilíbrio visual sem muita tristeza e consequentemente um intelectual mais avançado para a contribuição educacional e social do nosso País? Foi o que eu comecei a imaginar, rumo ao progresso social com uma educação mais crítica e pensante!!!
Mas me deparei com outro assunto: A realização de um reality show na TV Globo. Seria mais um BBB, explorando cenas picantes, brigas ou algo desse tipo? Negativo, é um reality Show do tal MMA (o mais conhecido como antigo Vale Tudo, mas de maneira mais regrada rs ). Essas lutas tiveram início na Rede Tv, com altos índices de audiência. As outras emissoras tentaram se mexer, mas não tiveram muita ação.
A Rede Globo vendo que os Brasileiros pegaram gosto pelo assunto, foi atrás para ver o que poderia ser feito, mandou um representante para negociar direitos, e enfim, o tal reality show se realizou. A Rede Tv perdeu para a Globo não por questão financeira, mas a maior organização da modalidade no mundo, o Ultimate Fighting Championship (UFC) queria a Globo, como disse o jornalista Daniel Castro do portal R7.
Até a revista Placar, editora Abril - direcionada ao Futebol teve que se render ao grande avanço do UFC no Brasil e realizou até o Guia Placar UFC.
Mas aí eu me pergunto: Não estávamos saturados de noticias ruins e sensacionalistas? E o que dizer das agências de boas notícias?
Agora temos lutas sangrentas com a maior procura de anunciantes e telespectadores. No trabalho, ao andar nas ruas, nos bares, no metro de São Paulo durante a semana e principalmente na segunda feira é escutar: “Meu você viu o que aquele lutador fez com o outro, nossa o cara socou ele.” Ninguém discute mais política, ninguém faz críticas sobre filmes ou algo do gênero, tudo é aceito. Todos estão sendo manipulados por reality show´s, novelas e programas que fazem piadas das desgraças do dia-a-dia.
A questão moral, familiar, social, a educação e o progresso estão cada vez mais distantes. A Tv dita ás regras, as modas entre outras coisas de como se deve portar o ser humano para ser aceito na sociedade em que vive.
Mas até quando seremos criados assim? Sem direito de pensar? Sem direito de mudar? Por isso parabenizo a minoria que luta para isso mudar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário