domingo, 1 de maio de 2011

Primeiro de Maio Classista

A luta dos trabalhadores realizada internacionalmente no dia 1º de maio é mais atual do que nunca.  Enquanto a CUT e a Força Sindical gastam milhões para fazer atos despolitizados e governistas, com sorteio de prêmios financiados pelos patrões, ou seja, pela classe burguesa a CSP-Conlutas e outras entidades combativas fizeram um grande ato classista e de luta em defesa da classe trabalhadora. A manifestação iniciou por volta 10h30, na Praça da Sé, em São Paulo.
Em um ato democrático e de comemorções pelos 125 anos  de luta contra a exploração trabalhista, o fim da opressão, entre outros direitos conquistados.







Com várias apresentações culturais, como músicas regionais, danças entre outras pautas ao apoio trabalhista e social.






Lideres dos movimentos como MST, PSTU, PSOL, CONLUTAS entre outros partidos de várias localidades. José Maria marcou presença em apoio ao seu partido (PSTU).




Infelizmente em um ato democrático dos trabalhadores, não podia faltar um represália da policia militar contra os manifestantes. Os militares usaram spray de pimenta, gás lacrimogênio e balas de borracha.


Mesmo com atos de repressão em pleno século XXI, os militantes não cairam nas provocações policiais e continuaram o seu ato de comemoração no dia 1º de maio na praça da Sé.


Nota-se que a luta não para mesmo que tentem parar os vermelhos; eles continuam na luta.........As mulheres cresceram em tais atos e representam uma grande força na luta feminista.

Em suas bandeiras e camisetas tinham frases como esta: ' CONTRA O MACHISMO E A EXPLORAÇÃO-EM DEFESA DA MULHER TRABALHADORA.'


Que a luta continue a favor dos direitos de todo cidadão contra a repressão.

Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros.
Che Guevara

Nenhum comentário:

Postar um comentário