domingo, 29 de março de 2009

A ERA DO RÁDIO

A tecnologia avança cada vez mais e mostra assim, a facilidade que hoje a comunicação tem de chegar ás pessoas. Para alguns estudioso e críticos tanto avanço pode extinguir certos meios de comunicação, um exemplo são os jornais impressos; e como diz a Escola Funcionalista com um de seus teóricos P.Lazarsfeld : “nenhum meio substitui o outro, apenas complementa” mas em especial falarei sobre o avanço de rádio. Qual é a pessoa que consegue ficar sem escutar rádio? Não digo apenas o rádio como notícia, mas, de uma forma geral, englobando músicas, entretenimentos e notícias ou informações.
Existem vários outros progressos do rádio em nossa época, citarei apenas alguns pelos quais considerei mais interessante. Escutar a rádio com sinal AM era coisa complicada, a sonora deixava o ouvinte revoltado ( pelo menos eu) com tanta dificuldade para ouvir, hoje confunde-se a rádio AM com Fm, já podemos observar um dos avanços tecnológicos.Usar a internet como um meio de comunicação auditiva? Imaginávamos esse fato há alguns anos atrás? Rádio com sinais iguais de televisões para carros com qualidades da era digital e sem que o usuário tenha que ficar mudando de estação cada vez que sai da área de cobertura da sua da sua emissora predileta. Possível? É o que diz a Agência Espacial Européia (ESA), a nova tecnologia pode viabilizar o auto-radio do futuro nos veículos produzidos em série. Parece brincadeira mas não é.
Tudo isso me lembra do rádio de pilhas de meu avô, CHICÃO, corinthiano desde criança, com seu aparelho para escutar músicas caipiras e seus jogos emocionantes. Algo que não vejo mais, apenas estão nas minhas memórias a nas de meu avô; música era no vinil, fitas...atualmente são MP3, cd´s, enfim, uma revolução da era digital. Não posso esquecer-me de citar os aparelhos de toca-fitas nos carros, coisa rara, celulares com capacidade de armazenamento de músicas e com sinais para rádio; algo fenomenal.
São inúmeros benefícios que ocorreram e estão para acontecer facilitando a comunicação e informação.
Observa-se assim que o rádio está ao alcance de todas as pessoas, com linguagem simples e objetiva, rápida e determinada para um público alvo. Há quem diga que criou-se uma massificação com tanta tecnologia, sendo assim faz parte da indústria cultural ou não, isso já é uma outra discussão, o importante é saber que ocorreu e corre uma grande revolução na era digital, algo bem claro em nossos dias. Apenas observe a história, veja seu avanço e continue sendo um bom ouvinte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário