quarta-feira, 21 de junho de 2017

#CNB2017: Blog Tudo Junto e Misturado estará marcando presença

quarta-feira, junho 21, 2017
Olá pessoal!
Sábado agora dia 24 de junho eu e meu primo e companheiro de blog Régis Thiago, estaremos participando da CNB. 


Conferência Nacional de Blogs (CNB), criada e desenvolvida pela CBB, é destinada para todos os influenciadores que desejam aprender mais sobre esse meio digital: desde criar um blog ou canal, até quem já tem e quer profissionalizar o seu trabalho. 
fonte: http://www.cbblogers.com/cnb2017-2/

Esse vai ser o primeiro ano que iremos e estamos bem ansiosos. Faltam 3 dias para o evento e já não paro de pensar nas palestras e aprendizados que trarei de lá.
O que eu mais gosto nesses eventos além do aprendizado, é o networking, as pessoas que conhecemos, sempre é muito bom. Já estou participando de um grupo de no whatsapp de blogueiras que irão para o evento, e está sendo ótima a troca de experiências e é muito bom fazer amizades com pessoas do mundo blogueiro.

Um pouco mais cedo fiz uma mini entrevista (rs) sobre as expectativas do Régis, sobre a conferência, e ele falou o que ele espera do evento:

Estou bem ansioso com o evento, é a primeira vez que eu vou participar, espero que o evento abra um leque de informações para que nosso trabalho seja bem desenvolvido no Tudo Junto e Misturado, tanto para atrair mais leitores e pra executar um trabalho com mais profissionalismo. Acredito que os contatos e o networking que vai ser realizado lá também vai ser de grande proveito a todos não só pro nosso blog, mas para todos os blogueiros que estarão no evento.
Régis Thiago - Jornalista e blogueiro


Também conversei com a minha amiga de grupo Mayara do blog Mayara Vieira, que participou da CNB do ano passado e também comentou sobre o evento e o que podemos esperar:


Conheci a CNB em 2015 através de alguns blogs que eu seguia e me encantei pelo evento, aqui no Rio ainda não tinha nada parecido. Fiquei 1 ano juntando dinheiro e com a certeza que em 2016 eu iria a CNB, e fui. Voltei de SP ainda mais encantada. Posso garantir que existe uma Mayara antes da CNB e outra depois. A CNB me profissionalizou. Hoje o blog é o meu trabalho, e tudo isso é graças aos aprendizados que obtive lá. Em um dia na CNB eu aprendi mais do que eu havia aprendido em mais de um ano de eventos aqui do Rio. Lá você aprende a como se comportar, a importância do blog, do canal, de ter todas as redes sociais, a como se comunicar com a empresa, o que a empresa espera de você, entre muitas outras coisas. E esse ano eu estou indo aberta a aprender ainda mais, pois a cada dia esse "mundo online" vai mudando e coisas novas surgem. Se você está indo pela primeira vez vá de coração aberto, ouça os profissionais, ouça os influenciadores com mais experiência, se apresente para todos que ver pela frente (é sério rs), distribua cartões de visitas, faça sua network. Talvez ao chegar em casa você ache que não conseguiu nada, mas te garanto que todas aquelas pessoas depois vão entrar em seu blog, ver seus vídeos, e quem sabe te procurar futuramente para parcerias? Foi o que aconteceu comigo. Aproveitem, curtam cada segundo. A CNB 2017 promete!
Mayara Vieira - Técnica em Publicidade e Blogueira



E vocês já foram à CNB? Vão participar esse ano?



Espero que tenham gostado do post! Beijos

terça-feira, 20 de junho de 2017

Escritora Carina Rissi participa pela primeira vez de evento literário no litoral norte e fala com exclusividade ao TJM

terça-feira, junho 20, 2017
 
Foto: Divulgação
O programa “Viagem Literária” está cheio de novidades e durante o mês de junho escritores de literatura juvenil estará em 90 bibliotecas do estado de São Paulo. Caraguá, Ilhabela e Ubatuba recebem a escritora Carina Rissi, que vem ao litoral pela primeira vez a trabalho para bate-papos, autógrafos e muitas fotos, nos dias 26, 27 e 28 de junho. Carina é autora da série “Perdida” e de outros Best-Sellers como "Procura-se um Marido", "No Mundo da Luna" e "Mentira Perfeita". 

Já vendeu mais de 300 mil exemplares e teve seus livros publicados em Portugal, na Rússia, na Ucrânia e na Itália. A escritora é muito simpática e possui uma criatividade intelectual que deixa muitos escritores com inveja, bateu um papo com o TJM e contou algumas curiosidades, por exemplo: como administra seu tempo, quais suas expectativas para o evento que será realizado no litoral e muito mais. Bora aproveitar e ver o que ela disse.  

Tudo Junto e Misturado – Quais são suas expectativas para o evento no litoral norte?

Carina Rissi – É a primeira vez que vou a trabalho no litoral, nas três cidades (Caraguá, Ubatuba e Ilhabela), e eu estou super ansiosa e empolgada para isso acontecer. O convite da Viagem Literária foi muito incrível, fiquei muito feliz e muito honrada em poder fazer parte desse projeto que é tão bonito e espero que ele possa expandir a nível Brasil, não somente no Estado de São Paulo. Eu gosto dos eventos por isso, gosto da troca desse olho no olho, lá tem conversa, tem risada, tem esse contato direto. E com isso tudo é sensacional.

T.J.M.- Para os escritores, qual a importância de participar desses eventos?

C.R. - Nós escritores, blogueiros, pessoas que estão envolvidas com literaturas em geral, você vê a força que esse tipo de evento tem, especialmente nos jovens; 80% das pessoas presentes nas feiras são jovens, e acho que é onde você conquista mesmo; entre os 14 e 15 anos que você conquista o leitor e ele nunca mais se afasta dos livros.

T.J.M.- Uma das curiosidade é saber como você administra seu tempo para escrever, criar e ainda cuidar da família?

C.R. - (Risos), também me faço a mesma pergunta. Na verdade a gente acaba tendo que se desdobrar assim como todo mundo, agora eu tenho prazo com a editora; e fica um pouco mais apertado o meu tempo. Hoje eu vivo de livros, eu como livros digamos assim; é meu ganha pão,  então faço isso profissionalmente. Eu tento seguir uma regrinha de horários e tal, onde começo as 7 da manhã e vou até 6 da tarde, mas quando está chegando perto do prazo e falta muito para terminar, eu acabo trabalhando de catorze à dezesseis horas.  Ás vezes da saudade da família porque habitamos na mesma casa, mas parece que eu não estou aqui, sempre naquele mundinho, no universo que eu estou criando.  
Também tem aquela questão que quando saímos nem mencionamos nada sobre trabalho, é duro, afinal, quando a gente mexe com criatividade, às vezes só nos afastamos do computador, mas não do trabalho em si, ficamos pensando nele, em uma cena que você está com problema, como você pode melhorar com determinada frase, ou alguma coisa que não está legal no texto, então, estamos longe e ao mesmo tempo não paramos de trabalhar, já aconteceu isso até na fila no Mc Donalds.

T.J.M.- Com um trabalho assim, precisamos de apoio da família. Como a sua encara essa agitação?

C.R. - A família me apoia desde inicio, eles acreditaram no começo falando que poderia dar certo, acho que até mais que eu. Eles vão sempre aos eventos comigo, sempre vamos de carro, só quando preciso ir para o Nordeste, Norte e eu tenho pavor de avião, e parece que quando mais medo a gente tem, mais a coisa chama. Então nos que eu vou de carro, eles sempre vão comigo porque se não, eu não vejo mais a família. Então são bem legais esses momentos na estrada também.  

T.J.M.- Com o crescimento da era digital, qual segredo para se conquistar tantos leitores?

C.R. - Eu acho que muito se deve ao digital, ao universo digital, das redes sociais, para falar bem a verdade. Foi assim que eu comecei, lá atrás em 2011. Com apoio de blogs, de leitores que divulgavam capas dos livros e marcavam outros amigos; eu acho que é uma ferramenta incrível para iniciantes ou não. Paulo Coelho já falou sobre isso, ele dedica uma parte do tempo dele só para as redes sociais. Eu acho que existem vários tipos de entretenimento e o livro é mais um deles. Eu particularmente tenho ebooks, mas também tenho os meus de cabeceira que eu gosto de ir folheando, tenho todos marcados e tal. Então, você está dando espaço para estar brincando, jogando e ao mesmo tempo sendo uma ferramenta essencial de pesquisas e leituras.

T.J.M.- É verdade que dois de seus livros vão virar filmes nacionais?

C.R. – Sim, o Perdida e Procura-se um Marido. Eu já fechei com produtores diferentes, o Procura-se está com a Framboesa Filmes, eu tive um encontro com a roteirista e eu fiquei bem animada. Ela captou direitinho a essência do livro, acho que vai ficar um filme muito bacana e muito divertido, O Perdida está com a Amberg Filmes e esse, eu ainda terei mais informações no meio do ano. Mas irão virar filmes sim.

T.J.M.- Qual sensação te ver seus livros publicados, desde o primeiro até o último?

C.R. – A emoção do primeiro até o último é a mesma, a preocupação, a ansiedade são as mesmas, e eu não vejo muita diferença não.  A única diferença que naquela época eu não conhecia tão bem o mercado, era muito inexperiente, tudo era muito novo, e tudo me assustava mais, hoje eu já estou mais acostumada com isso.

T.J.M.- Como é ver os comentários nas redes sociais ou em locais públicos lendo duas obras?

C.R. – É tudo muito incrível, eu moro em uma cidade pequena, aqui não tem metrô, não tem ônibus, não tem nada. Vamos a pé aos lugares e eu ainda não tive a oportunidade de ver alguém no metrô ou ônibus lendo, mas o pessoal tira foto e me manda. Ainda não consegui entender direito como meu trabalho conseguiu chegar a tanta gente, mas é muito especial esse relacionamento autor leitor, de alguém permitir que você conte uma história, e que você mexa com as emoções, porque é isso que o livro faz conosco, então é tudo muito incrível.


Carina Rissi

Carina Rissi é uma leitora voraz, sempre lê a última página de um livro antes de comprá-lo e tem um fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Vê nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração.

Quando se desgruda dos livros – tanto dos que lê quanto dos que escreve –, Carina se diverte assistindo a comédias românticas ao lado da família e planejando viagens a lugares exóticos que não conhecerá tão cedo, devido ao seu pavor de avião.

Nasceu em Ariranha, interior de São Paulo, onde mora atualmente com o marido e a filha. É autora da série Perdida e de outros best-sellers como Procura-se um marido, No mundo da Luna e Mentira Perfeita, lançados pela Verus Editora. Carina já vendeu mais de 400 mil exemplares e teve seus livros publicados em Portugal, na Rússia, na Ucrânia e na Itália.

SERVIÇO

Viagem Literária

Encontro com Carina Rissi

Data: 26 de junho, 14h - Ilhabela
Local: Biblioteca Prefeita Nilce Signorini
Av. Princesa Isabel, 2626 - Barra Velha

Data: 27 de junho, 15h - Ubatuba
Local: Biblioteca Pública Municipal “Ateneu Ubatubense”
Praça 13 de Maio, 52 – Centro


Data: 28 de junho, 14h - Caraguatatuba
Local: Biblioteca Afonso Schmidt
Rua Santa Cruz, 396 – Centro

segunda-feira, 19 de junho de 2017

“Doce Traição” é sucesso de público no litoral norte

segunda-feira, junho 19, 2017
Foto: Divulgação
Galera; conforme prometi no post da semana passada, eu fui ao Teatro conferir de perto Patrícia Naves e Rick Carvalho com o espetáculo, “Doce Traição”. Com um cenário criativo e um belo texto, sem contar a encenação dos atores, quem assistiu, ficou antenado do começo ao fim; e ainda deu boas risadas.

A comédia romântica traz diversas vezes situações onde muitas vezes nos deparamos na vida real, com relação às crises no casamento ou situação do gênero. Algo que defendo muito; a mensagem e a reflexão que a arte traz aos seus espectadores devem ser transmitidas de forma clara e cada ser ali presente se identifica em alguma situação. Sucesso de críticas iniciou sua turnê de 2017 no litoral (Caraguatatuba e Ubatuba), através do produtor regional Tarcísio Matheus.

Sobre a apresentação no litoral, Patrícia Naves disse, “olha foi hilariante, deliciosa, um prazer; foi exatamente como eu imaginei, com muito carinho do público que saiu das suas casas para nos prestigiar”. E ainda acrescentou, “um público participativo, ainda mais porque foi a primeira apresentação da nossa turnê, é como nosso pé de coelho, e espero que nos traga muita sorte”.

Para o ator Rick Carvalho, que faz o papel de Otávio, foi surpreendente a participação e interação do público. “Primeira vez em Caraguatatuba, Ubatuba, achei muito legal, estou muito feliz; a galera veio, correspondeu, e como eu disse aqui no final da peça, na comédia, a gente depende muito da pessoa que está sentada ali na plateia, e todos representaram muito bem”.

Todos, sim, digo todos, a equipe, produção, direção, enfim, todos, com uma simpatia só e merecem meus elogios. Sem estrelinhas conversaram com o TJM e com fãs, e ainda foram tirar fotos, as famosas selfs que substituíram os autógrafos.  

Olhando o elenco, a direção, produção e todos os envolvidos, tenho certeza que você sairá satisfeito com o espetáculo.  

Doce Traição

Doce Traição é uma comédia romântica de Carlos Eduardo Novaes que conta a história do fim do casamento de Laura e Otávio (em tempo real). A ação se passa numa noite na sala do apartamento para onde os dois se mudaram recentemente. A trama discute a independência do sexo em relação ao amor com um final absolutamente surpreendente.


Doce Traição - Comédia de Carlos Eduardo Novaes
Direção: Carlinhos Machado 
Assistente de Direção: Theodoro Becker
Elenco: Patrícia Naves e Rick Carvalho
Direção Produção: Thiago Wenzler
Produção Executiva : Yann De La Taille
Assistente de Produção: Gabriel Vaccaro
Designer: Ton Prado
Cenário: Carlinhos Machado





sábado, 17 de junho de 2017

Da série: “VIREI PAI! E AGORA”? Luto!!

sábado, junho 17, 2017


Na coluna de hoje, da série “VIREI PAI! E AGORA”? Não contarei algo muito legal. Infelizmente no último sábado, minha namorida perdeu nosso baby. Foi um momento bem delicado e bem doloroso, afinal, já tínhamos criado uma expectativa e um amor maior pelo bebê dentro da barriga.

 Até o momento foram diversas aventuras, várias situações que eu vivi após o recebimento da notícia, mas nem tudo é do jeito que queremos e a vida é cheia de imprevistos. Agradeço todos os amigos e familiares pela força, e agora é darmos tempo ao tempo. A receita já tem, então fica mais fácil. Sei que essa perda é difícil para mulher, pra mim, para os familiares, os amigos mais próximos e aos meus leitores que acompanham a coluna aos sábados.

Vida que segue e nada como um dia após o outro. Segundo orientações médicas, ideal será esperar entre 3 a 6 meses para tentar engravidar novamente. Assim o organismo volta ao normal e tal, mas como eu sempre digo, consulte seu médico.  Pesquisas mostram; ao tentar engravidar em tão pouco tempo, há a possibilidade de um novo aborto. Então, vamos nos preparar para que no futuro possa ser mais tranquilo a gravidez, e claro, vocês leitores ficarão sabendo.


Também deixo claro que a coluna não irá acabar, continuarei contando alguns casos de como ser pai do Cauã e nossas aventuras, além de outras que presencio de meus amigos. Espero que continuem acompanhando nossos textos. 


sexta-feira, 16 de junho de 2017

Curso de Garçom e Garçonete está com inscrições abertas em Ubatuba

sexta-feira, junho 16, 2017

Galera no post de hoje venho divulgar um curso para garçons, que será realizado em Ubatuba no mês de julho e está com inscrições abertas.
O Curso foi desenvolvido para aqueles que têm interesse em ingressar no mercado de restaurantes e para quem já trabalha e quer realizar uma reciclagem. Acho isso muito bacana, afinal, moramos em uma cidade turística e precisamos realmente capacitar nossos profissionais para termos um fluxo continuo na alta e baixa temporada.  Aos que estão disponíveis no mercado de trabalho, bora lá se capacitar. A proposta é estimular a aprofundar os conhecimentos e renovar atitudes.

Segundo informações divulgadas pela Associação Comercial de Ubatuba, o curso exercitará as competências necessárias para desempenhar com sucesso a ocupação de garçom/garçonete e será dividido em 8 sessões que demonstram as competências gerais que um(a) garçom/garçonete deverá ter:

1 - Apresentação pessoal e postura profissional;
2 - Preparar o ambiente de trabalho;
3 - Recepcionar e acomodar o cliente;
4 - Apresentar os serviços do estabelecimento;
5 - Servir o cliente;
6 - Atuar como elo de comunicação;
7 - Conhecer a preparação básica dos alimentos e bebidas;
8 - Finalizar os serviços.


Serviço:

Inscrições com Josiane
Fone: 12 3834 3000
Local: Itamambuca Eco Resort ( Rod Br 101, km 36, praia de Itamambuca)
email:  rh@itamambucaecoresort.com.br
Data: 03 e 04 de julho
Horário: 11:00 às 15:00 (coffee break incluso)
Certificado de participação.
Inscrições grátis
Vagas limitadas

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Blogagem Coletiva: Motivos para amar as festas de São João

quarta-feira, junho 14, 2017

Olá pessoal! Se tem uma época que eu gosto é a época do São João, então resolvi escrever um post sobre porque gosto tanto dessa época.

A ideia do post, veio do grupo United Blogs que propôs uma blogagem coletiva sobre o assunto.

Festa Junina


As festas juninas homenageiam três santos católicos: Santo Antônio (no dia 13 de junho), São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29). No entanto, a origem das comemorações nessa época do ano é anterior à era cristã. No hemisfério norte, várias celebrações pagãs aconteciam durante o solstício de verão. fonte: Mundo Estranho 
Uma das coisas que me fazem gostar dessa época é porque o São João, ou seja as festa junina é também uma festa religiosa, para que as pessoas possam demonstrar a sua fé. 

Forró


Eu, uma descendente de nordestinos tinha que citar o forró com uma das coisas que gosto no São João. Infelizmente aqui em São Paulo não é tão forte esse lance do forró nas festas juninas, é em uma ou outra ou então quando há quadrilhas nas festas. Se eu conseguisse pegar férias nesse mês, passaria o São João na cidade dos meus parentes, porque lá o forró come solto, ia me acabar de dançar.

Comidas típicas


Gente, quem não gosta das comidas de festa junina? Não tem como não gostar. Nesse mês acho que como bastante viu, pois é tanta coisa gostosa: pinhão, canjica, curau, pamonha, vinho quente e por aí vaí...Qual a comida típica do São João que vocês gostam?

Fogueira


Junho é um mês bem frio, eu particularmente não gosto de frio. Mas pra nos aquecer um pouco no inverno, nada melhor que uma boa fogueira, além de aquecer serve pra se reunirmos com os amigos em volta dela e ficar jogando conversa fora.

E vocês gostam de Festa Junina?


Espero que tenham gostado do post! Até a próxima! Beijos!

❤❤❤❤❤

Já respondeu nossa pesquisa de público?
CLIQUE AQUI e responda!
Lembrando que essa pesquisa serve para melhorarmos o conteúdo para você, nosso leitor.


segunda-feira, 12 de junho de 2017

Espetáculo “DOCE TRAIÇÃO” é atração desta sexta-feira no Teatro de Caraguá e sábado em Ubatuba

segunda-feira, junho 12, 2017
Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (16), às 21h, no Teatro Mário Covas, em Caraguá acontecerá o espetáculo Doce Traição, com Patrícia Naves E Rick Carvalho.  Já no sábado (17), a atração estará no teatro Municipal de Ubatuba, também no mesmo horário. 

Doce Traição é uma comédia romântica de Carlos Eduardo Novaes que conta a história do fim do casamento de Laura e Otávio (em tempo real). A ação se passa numa noite na sala do apartamento para onde os dois se mudaram recentemente. A trama discute a independência do sexo em relação ao amor com um final absolutamente surpreendente.

Eu não posso ficar fora dessa e pretendo bater um papo com a Patrícia e com o Rick para entender mais sobre essa trama, afinal como assim uma Doce Traição? Claro que estarei lá para saber se essa comédia traz um pouco da vida real, com relação às crises no casamento ou algo do gênero. Olhando o elenco, a direção, produção e todos os envolvidos, tenho certeza que sairei satisfeito com o espetáculo.  

Doce Traição - Comédia de Carlos Eduardo Novaes
Direção: Carlinhos Machado 
Assistente de Direção: Theodoro Becker
Elenco: Patrícia Naves e Rick Carvalho
Direção Produção: Thiago Wenzler
Produção Executiva : Yann De La Taille
Assistente de Produção: Gabriel Vaccaro
Designer: Ton Prado
Cenário: Carlinhos Machado
Direção Local: Tarcísio Matheus


Local: Teatro Mário Covas
End.: Avenida Goiás, 187, Indaiá
Ingressos à venda: R$ 60 inteira e R$ 30 meia.
 
Até o dia 15 todos pagam meia – R$ 30.00.

Pontos de venda: Livraria Nobel - Serramar Shopping,

Bar do Hélio, Malhadão, Tapera Branca, Água do Mar,
Padaria Vitória, Associação Comercial de Caraguatatuba.


Local: Teatro Municipal de Ubatuba
End.: Praça Exaltação à Santa Cruz, 22 – Centro

Pontos de Venda: Bar do Caju, Leme 100%, Nobel, Sthill, Halalaô, Feirão Altimar, Camar Carnes, Brasileirinho e Associação Comercial de Ubatuba.
Mais informações (12) 97405 – 1315.


sábado, 10 de junho de 2017

Da Série: "VIREI PAI! E AGORA? Ao pensar em música, nada melhor que o Rappa Baby

sábado, junho 10, 2017

Na coluna de hoje, da série “VIREI PAI! E AGORA”? começarei falando sobre algo que ultimamente vem me ajudando e muito a ter paciência e a diminuir minha ansiedade, uma boa “Música”. Vivi minha adolescência ouvindo Charlie Brown Jr, o Rappa que ainda fazem parte da minha vida. A música e um bom livro sempre me fortaleceram e me ajudaram em diversas questões, e nesse momento bem doido desde o dia que recebi a notícia da minha namorida grávida, uma revolução vem acontecendo.

Outra preocupação surgiu, o que meu filho(a) vai ouvir quando ele(a) nascer? Claro que bandas novas estão surgindo, mas com a indústria cultural, fico extremante preocupado. Nessa comecei a pesquisar sobre músicas para crianças e tal, aí pensei, já imaginou uma banda da minha geração criar melodias para o público infantil? Kkkk claro que sim, olha só o Rappa Baby. 

Pelas pesquisas que fiz, o desafio teve a inspiração do tecladista e baterista Marcelo Lobato após ser pai. Tudo feito com o aval dos amigos de banda, aproveitando ao máximo as ideias originais dos instrumentos e melodias, mas descobrindo um mundo lúdico de infinitas possibilidades.
Músicas como “Mar de Gente” e “Rodo Cotidiano” ganharam novos arranjos, mixagens, sendo o Rappa Baby um novo mundo aos pais e filhos, antigos e futuros fãs da banda.

O repertório do álbum Rappa baby inclui Mar de gente (Marcelo Falcão, Marcelo Lobato, Xandão e Lauro Farias, 2003), Me deixa (Marcelo Yuka, Marcelo Falcão, Marcos Lobato, Xandão e Lauro Farias, 1999), Minha alma (A paz que eu não quero) (Marcelo Yuka, Marcelo Falcão, Marcelo Lobato, Xandão e Lauro Farias, 1999), Pescador de ilusões (Marcelo Yuka, Marcelo Falcão, Marcelo Lobato, Xandão e Lauro Farias, 1996) e Rodo cotidiano (Marcos Lobato, Marcelo Falcão, Marcelo Lobato, Xandão e Lauro Farias, 2003), entre outras músicas que sobressaíram na discografia da banda antes e depois da saída de Marcelo Yuka.


Confere aí pelo link para você ter uma noção do quão bão ficou.